Aprenda como cuidar de gatos e entenda suas necessidades!

pexels inge wallumrod 177809

Sabe cuidar de gatos? O amor do homem por cachorros já é, há muito tempo, bastante conhecido. Mas, nos últimos anos, uma nova paixão tem crescido entre a nossa população: os gatos. Reverenciados e tratados como deuses por civilizações antigas, os felinos estão — finalmente — caindo nas graças dos brasileiros. E, com todo esse interesse, é natural que surjam dúvidas sobre como cuidar de gatos.

A falta de espaço nos apartamentos e uma vida corrida talvez tenham sido motivos que despertaram a curiosidade das pessoas pelos gatos nas últimas décadas. Por se adaptarem bem a ambientes menores e por não fazerem (tanta) bagunça, cada vez mais gente escolhe tutelar um bichinho e desfrutar das delícias dessa relação. Contudo, a famosa independência dos felinos não significa que eles não precisem de cuidados.

Mas, afinal, como cuidar de gatos? O que esperar desses bichinhos e como proporcionar bem-estar para essas doçuras? Continue a leitura e descubra!

O que esperar de um gato?

Se você é novo no pedaço, a primeira coisa que precisa ter em mente é que um gato não é um cachorro. Essa afirmação parece óbvia demais? Talvez. Mas a realidade é que, quando as pessoas enumeram as razões para não ter ou não gostar de gatos, normalmente, elas o fazem comparando o comportamento dos gatinhos com o dos cães.

O fato é que eles são animais completamente diferentes e, por isso, comportam-se de maneiras distintas. Natural, não é mesmo? Contudo, a diferença mais marcante entre eles é o caráter independente dos gatos e, talvez, essa seja a maior dificuldade das pessoas nos seus primeiros contatos com os felinos.

A chave para resolver essa questão é bastante simples: conhecer seu comportamento e respeitá-lo. Por exemplo, você já deve ter ouvido falar que gatos não vêm quando os chamamos, certo? Pois saiba que eles reconhecem, sim, o seu nome e, se o seu peludo não foi até você, é simplesmente porque ele não quis.

Pode ser que ele tenha achado muito mais interessante continuar dormindo entre as suas roupas do que receber um afago seu. Apesar do desdém que os gatos aparentam demonstrar com o resto do mundo, se você quiser dividir a sua casa com um deles, tenha a certeza de que encontrará um ótimo companheiro.

Gatos são amáveis, carinhosos, brincalhões, extremamente curiosos e muito higiênicos. Você pode se surpreender com a necessidade de afeto de alguns e deparar-se com um “chicletinho” em casa, seguindo-o aonde quer que vá, miando pedindo carinho.

A regra aqui é clara: não há regras! Quando o assunto é personalidade, pode apostar que cada gato é uma caixinha de surpresas — e das boas.

Como cuidar de gatos?

cuidar de gatos

Muito bem, agora que você já sabe um pouquinho sobre esses adoráveis peludos, vamos às dicas de como cuidar de gatos? Confira!

Leve-o ao veterinário

Lembre-se sempre: respeitar a independência não significa descuidar da saúde do bichinho! Gatos são suscetíveis a enfermidades, como qualquer outro animal e, inclusive, têm doenças bem características da espécie e bem distribuídas na população felina. A boa notícia é que você pode deixar seu peludo longe delas por meio das visitas periódicas ao médico veterinário, para realização de exames, para manter as vacinas em dia, para sanar quaisquer dúvidas sobre o seu comportamento e ter as melhores dicas para manter seu pet saudável.

Castre seu gato

A castração é um dos cuidados que devemos ter com os bichanos. Os gatinhos machos tendem a ficar mais tranquilos, não fazem xixi fora do lugar (demarcando território) e não saem às ruas procurando por parceiras (cada “passeio” desses pode durar dias e, normalmente, resulta em brigas com outros gatos das redondezas).

As fêmeas também costumam ficar mais tranquilas e suas saídas à procura de parceiros também reduzem consideravelmente. Assim, você previne gestações indesejadas, evita brigas e também que seu peludo pegue doenças por aí.

Ofereça água e comida frescas

Gatos costumam ser exigentes quando o assunto é alimentação. Diferentemente dos cachorros, que comem tudo o que houver no potinho, gatos gostam de petiscar ao longo do dia. Apenas tome cuidado para não oferecer comida demais, na esperança de mantê-la sempre disponível, pois esses preguiçosos têm dificuldades para perder peso, ok?

Além disso, os bichinhos preferem beber água corrente, que se mantém sempre limpa e fresca. Por isso, não se surpreenda se ele pedir para você abrir a torneira! As fontes são facilmente encontradas em pet shops e são ótimas porque estimulam os gatinhos a beber água — coisa que pouco fazem. A dica é ter vários potinhos de água distribuídos pela casa. Caso você note que seu gatinho não está bebendo água suficiente, disponibilize as fontes para estimulá-lo.

Associado a rações de boa qualidade, esse estímulo deve diminuir bastante o risco de seu gato desenvolver problemas renais, algo bastante comum entre os felinos.

Mantenha o banheiro limpo

Uma das facilidades de cuidar de gatos é o fato de que você não precisa ensiná-los a fazer suas necessidades no lugar certo. Basta lhes apresentar a caixinha de areia, assim que chegarem à sua casa.

Não precisar sair de casa para ele fazer suas necessidades também é uma vantagem, mas atenção: mantenha as caixinhas sempre limpas. Gatos são higiênicos e, caso você esteja encontrando algum cocô fora do lugar, pode ter certeza de que seu peludo está tentando passar um recado (provavelmente é “limpe meu banheiro!”). Disponibilize pelo menos 2 caixinhas para cada gato em sua casa.

Brinque com o seu gato

Dizem que jamais seremos tão felizes como um cachorro e nem dormiremos tão bem quanto um gato. Mas, apesar de preguiçosos, esses peludos também são muito brincalhões — principalmente os filhotes, que estão descobrindo o mundo e brincam para aprender a caçar e a socializar.

Praticamente, qualquer coisa pode servir de brinquedo para gatos. Procure os que sejam leves e pequenos, que simulem suas presas. Além disso, eles são extremamente curiosos, então, prepare-se para ter um xereta em qualquer atividade na qual você estiver envolvido. Aproveite e envolva o seu gato também! Só tome cuidado com os brinquedos pequenos e com linhas, para evitar que seu gatinho engasgue ou que cause alguma lesão se ingerir o brinquedo.

Escove seu gato regularmente

Outra característica típica dos gatinhos é o seu asseio. Você não precisa se preocupar em dar banhos no seu gato, se ele não passou uma situação incomum ou se não tem pulgas, por exemplo. Eles dedicam horas do seu dia a lamber, com capricho, seus pelos e, assim, cuidam da própria higiene.

Com isso, é comum que eles engulam uma grande quantidade de pelos, que, por sua vez, são eliminados de tempos em tempos. É a famosa bola de pelos. Ela se torna um problema apenas se ele vomita com muita frequência ou se diminui o seu apetite.

Uma ótima maneira de aliviar a quantidade de pelos engolida é escovando seu gato. Isso os mantém ainda mais limpos e reduz o desconforto das bolas de pelos. Além do mais, eles amam ser escovados. Aproveite e use esse momento de relaxamento para estreitar a sua relação com o bichinho!

Coloque tela de proteção nas suas janelas

Gatos adoram lugares altos. Eles conseguem observar tudo o que acontece ao redor, ao mesmo tempo em que não são perturbados por ninguém. Porém, não caia na armadilha de pensar que seu gato tem superpoderes. Ele pode facilmente se desequilibrar do parapeito da janela, cair e machucar-se bastante.

Não consegue nem imaginar uma coisa dessas acontecendo com o seu peludo? Então, coloque telas de proteção nas suas janelas, caso você more em apartamento ou em locais da casa que possam oferecer algum risco. Esse cuidado nunca é demais.

Não é nada legal deixar o seu bichinho “dar uma saidinha” para passear sozinho. Na rua eles estão expostos a perigos do dia a dia, a outros animais soltos e, principalmente, à maldade de alguns “humanos”, que podem machucar o seu bichinho.

Aprecie o seu comportamento

Além de tudo isso que mencionamos, aprenda a observar o seu gato. É importante ficar atento aos seus sinais, que são diferentes dos que os cachorros transmitem. Aprecie a personalidade e os gracejos do gatinho e saiba respeitar os limites impostos por ele também, ok?

Como você percebeu, cuidar de gatos não é nenhum mistério, concorda? Verdade seja dita: só não gosta de gatos quem nunca conviveu com um. E se você já caiu de amores pelos bichinhos, as dicas que apresentamos devem dar um up na relação de vocês!

Que tal continuar tendo acesso a mais posts informativos como este? Assine nosso newsletter e não perca mais nada sobre o mundo pet!