Águia de Ouro faz primeiro desfile sem crueldade animal em homenagem a cachorros e outros bichos

A escola de samba de São Paulo Águia de Ouro mal acabou o seu desfile pelo Sambódromo do Anhembi e já entrou para a história. Ela foi a primeira de todas as agremiações a desfilar totalmente limpa de qualquer crueldade animal.

Desfile-aguia-de-ouro-sem-crueldade-animal

A escola Águia de Ouro fez um desfile em homenagem aos cachorros e outros animais. (Foto: Reprodução / Flávio Moraes / G1)

Com o enredo “Amor com amor se paga. Uma história animal”, a Águia de Ouro homenageou o papel do cão na sociedade e na cultura popular, além de passar uma mensagem de amor a todos os animais e fazer críticas a circos e parques que seguem mantendo bichos presos com a intenção de entreter os humanos.

A escola, que foi a última a se apresentar na primeira noite de desfile, não utilizou nenhum material proveniente de animais. No lugar das penas foram usadas palhas. Muitos brilhos, cristais e luzes de LED também foram vistas nas fantasias.

fantasia-com-mais-de-40-mil-cristais

Luisa Mell foi o Anjo da Águia de Ouro e vestiu uma fantasia com mais de 40 mil cristais. (Foto: Reprodução / Leo Franco / AgNews / Ego)

Luisa Mell, uma das ativistas e protetoras de animais mais conhecidas do Brasil, também foi homenageada pela escola, para a qual deu todo o seu apoio após saber que esta não utilizaria materiais animais.

Fernanda Tavares, modelo brasileira que já desfilou nas principais passarelas do mundo, fez a sua estreia em um sambódromo. Ela confessou que só aceitou o convite por causa do tema da escola.

São-Francisco-de-Assis

A escola, que também homenageou São Francisco de Assis, contou com a participação da modelo Fernanda Tavares. (Foto: Reprodução / Marcelo Brandt / G1)

A escola, que contou com três mil componentes que desfilaram em 20 alas, também lembrou os famosos personagens caninos que protagonizaram desenhos animados, filmes, séries e quadrinhos.

A Água de Ouro lembrou ainda da relação de amor entre mendigos e cachorros e do caso da orca Tilikun, que vivia no parque SeaWorld, em Orlando, e morreu em janeiro.

amor-entre-mendigos-e-cachorros

A comissão de frente mostrou a relação de amor entre mendigos e cachorros. (Foto: Reprodução / Nelson Almeida / G1)

Em seu último carro alegórico, a escola fez uma crítica a empresas que ainda realizam testes em animais e mostrou cães da raça Beagle e macacos fazendo testes em humanos.

Fonte: G1

Deixe um comentário