Cadelinha que estava presa em uma pedra é resgatada por bombeiros

Desaparecida há 10 dias após sumir de casa sem deixar rastros, a cadela Belinha foi encontrada depois que moradores da região da Praia de Taguarinha, em Balneário Camburiú, Santa Catarina, chamaram o Corpo de Bombeiros para ajudar nas buscas de um cão. A população estava escutando uivos de cachorro há cerca de quatro dias, mas não conseguia saber de onde vinha e, com pena do animal, resolveu pedir ajuda.

cadelinha-que-estava-presa-em-uma-pedra-e-resgatada-por-bombeiros

Cadela estava presa em fenda de uma pedra muito grande. (Foto: Extra / Divulgação / Corpo de Bombeiros)

Após uma busca minuciosa, os bombeiros conseguiram encontrar Belinha no mesmo dia em que foram acionados. A cadela estava presa em uma fenda de uma pedra enorme e não conseguia sair sozinha.

O resgate foi bastante complicado e demorado. Os bombeiros chegaram ao local por volta de 10 horas da manhã e o resgate só foi finalizado às 20h35. A demora se deu por conta da dificuldade para conseguir chegar até a cadela. A preocupação maior era não machucar o animal durante o resgate.

“Fomos até o local, mas vimos que ela estava num lugar de difícil acesso e bastante debilitada. Chegamos por volta das 10h e tivemos muita dificuldade. Foi um resgate complicado, porque o local era muito estreito, e, do jeito como ela estava presa, poderíamos machucá-la”, explicou o sargento Marcus Vinicius Abre, responsável pela operação.

cadelinha-que-estava-presa-em-uma-pedra-e-resgatada-por-bombeiros

O trabalho de resgate demorou mais de 10 horas, mas a cadela foi retirada do local sem nenhum ferimento. (Foto: Extra / Divulgação / Corpo de Bombeiros)

A cadela conseguiu ser resgatada depois que uma pessoa magra o suficiente para entrar na fenda apareceu. “Chegou um rapaz mais magro, que conseguiu alcançar a cadela. Fizemos uma amarração nas patas da Belinha e passamos um cobertor ao redor do seu corpo. Assim, conseguimos começar a mexer nela e, aos poucos, puxar”, contou o sargento.

Apesar de toda a dificuldade, a vira-lata Belinha foi resgatada sem ferimentos, mas estava debilitada pelos dias que passou sem alimentação e água. A cadela foi levada ao veterinário, recebeu cuidados e está bem.

Fonte: Extra

Deixe um comentário