Castração de cachorro gratuita: como e onde conseguir?

“Quem ama, castra”. Esse é o slogan que empresas e muitos protetores usam quando o assunto é a esterilização dos animais. Isto porque, este tipo de cirurgia consegue prevenir o surgimento de diversas doenças nos pets, como o câncer. Contudo, nem todo tutor tem dinheiro suficiente para este procedimento e por isso utilizam da castração de cachorro gratuita.

Pensando nos proprietários de baixa renda, muitas cidades do Brasil disponibilizam a castração gratuita. Esta iniciativa ocorre, na maioria dos casos, mensalmente e é oferecida pelas prefeituras. Para conseguir espaço, os tutores precisam estar com alguns documentos próprios e dos animais.

Onde e como conseguir castração de cachorro gratuita?

Em uma pesquisa feita pelo Clube para Cachorros foram encontradas, pelo menos, oito cidades do Brasil que oferecem aos tutores o serviço de castração gratuita. São elas: Salvador, Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo, Manaus, Osasco, Recife e Brasília.

(Foto: depositphotos)

Em cada cidade, há características e modelos diferentes de como este procedimento é feito. Portanto, os interessados precisam ficar atento as convocatórias das cidades e aos documentos necessários.

Salvador (BA)

Para atender ao público, a Prefeitura de Salvador dispõe de um Castramóvel, unidade de castração móvel, que está na cidade desde 2013. Da inauguração até este ano, o serviço já fez mais de 22 mil castrações de cães e gatos.

De acordo com a prefeitura, “o responsável pelo animal precisa comparecer ao local com documento de identidade, cartão SUS e caderneta de vacinação antirrábica.” É importante ficar atento ao site do órgão para acompanhar as chamadas e os locais onde o Castramóvel vai realizar as atividades.

Rio de Janeiro (RJ)

O órgãos responsável pela castração gratuita no Rio de Janeiro é a subsecretaria de Bem Estar Animal (SUBEM). Funcionando de forma online, os cariocas podem se cadastrar no Sistema de Atendimento Animal (SAA).

Para conseguir fazer parte da lista de tutores, é necessário ter em mãos os documentos pessoais, como identidade e CPF. ” Só poderá agendar castrações quem for morador da cidade do Rio de Janeiro e apresentar comprovante de residência no dia da cirurgia”, esclarece a Prefeitura do Rio de Janeiro.

Curitiba (PR)

Em Curitiba também há unidades de castração móvel e que está disponível para todos os moradores da cidade. O site da Rede de Proteção Animal foi criado para que os tutores e protetores animais consigam fazer o cadastramento dos animais.

A proposta da Rede é fazer com que todas as regionais tenham acesso ao Castramóvel. “Até o fim deste ano, pretendemos atender os animais já inscritos nas dez regionais da cidade”, conta a chefe da Rede, a veterinária Vivien Midori Morikawa.

São Paulo (SP)

O Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos é o responsável por contratar as clínicas veterinárias para a realização da castração dos pets. Desta forma, os moradores da capital paulista que possuírem animais com idade entre 3 meses e 8 anos de idade, podem se cadastrarem.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, para realizar o cadastro o tutor deve comparecer ao Centro de Controle de Zoonoses ou a uma das 12 unidades de Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS). Neste momento não é necessário levar o animal, mas é preciso portar RG, CPF e um comprovante de residência atualizado. 

Manaus (AM)

Desde janeiro deste ano a Prefeitura de Manaus já fez 6.281 castrações com microchipagem. O órgão responsável por este setor é o Centro de Zoonoses (CZZ) na cidade. Ao mesmo tempo em que há o cadastramento de novos animais por telefone, os profissionais já vão realizando as cirurgias.

Por telefone, os tutores informam os dados pessoais como RG, CPF e comprovante de residência, mas também respondem questionamentos a respeito dos animais. De acordo com o Portal de Marcos Santos, cada pessoa poderá castrar e colocar o microchip em pelo menos 10 animais, sendo um a cada 45 dias.

Osasco (SP)

Além da capital paulista, outra cidade do Estado de São Paulo também possui uma preocupação com o controle populacional de cães e gatos. Através da Secretaria de Saúde, os tutores que moram em Osasco podem cadastrar até três animais para a castração gratuita.

Para marcar a cirurgia do animal, é preciso comparecer no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). RG, CPF e comprovante de residência são os documentos necessários para realizar este procedimento. O tutor ainda precisa ser maior de idade e no momento, informar os dados do animal.

Recife (PE)

Em Recife existe a Secretaria Executiva de Direitos dos Animais (SEDA) e através do Centro de Vigilância Animal (CVA) as castrações de cães e gatos são realizadas na capital pernambucana. Segundo o site da Prefeitura do Recife, desde outubro de 2013, já foram realizadas 12 mil esterilizações.

“Para fazer uso do serviço, o dono do animal precisa morar no Recife e agendar o procedimento por meio dos seguintes telefones: 3355.8639 ou 3355.9413“, explica o texto publicado no portal da prefeitura.

Brasília (DF)

Os próximos meses de 2017 serão de castração dos sete mil animais cadastrados no Programa de Manejo Populacional de Animais Domésticos, através do Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), um órgão do Distrito Federal.

De acordo com o site do IBRAM, esta já é a terceira edição do programa de castração gratuita, no qual pessoas de baixa renda possuem prioridades. Para comprovar a situação financeira, é preciso levar o registro de algum benefício oferecido pelo Governo.

Fonte: Clube para Cachorros.

Deixe um comentário