Como Cuidar Filhotes de Cachorro Recém Nascidos

filhotes recem nascidos precisam de muito cuidado para manter a saúde

Foto por opalpeterliu

Se a sua cachorrinha acabou de ter filhotes, seu lar certamente ganhou pequenas doses extras de fofura. E você, evidentemente, adquiriu algumas responsabilidades a mais. Como a natureza é muito sábia, boa parte dos cuidados que os cachorrinhos recém-nascidos precisam será suprida pela própria mãe.

Porém, os cãezinhos tiveram muita sorte de nascer na sua casa: se qualquer coisa sair do rumo natural, você estará de prontidão para lidar com a situação. Não faz a menor ideia do que pode acontecer e por onde começar? Informe-se a seguir!

Ambiente

Se a barriga da mamãe era um local seguro e quentinho, o mundo do lado de fora será muito estranho para o cãozinho. Nas primeiras três semanas de vida, aproximadamente, ele é tão frágil que não consegue nem regular a temperatura do corpo sozinho.

Caso, pelo motivo que for, ele não puder ser aquecido apropriadamente pela mãe, você deverá criar um ambiente que mantenha aquecido.

Mas pode ficar calmo, você tem em casa tudo o que precisa para esta tarefa. Basta forrar uma caixa de papelão com jornal, e cobrir o “ninho” com uma toalha limpa e cuidar para que a temperatura do ambiente esteja agradável. Depois basta manter uma caminha para a ninhada em um cantinho limpo e tranquilo do lar. Mas, como o parto provavelmente ocorreu em casa, você já tem esse cantinho pronto, então é só curtir os filhotinhos. Horas a fio olhando os nenês dormirem estão permitidas!

O que dar para filhote de cachorro recém nascido?

Para os recém-nascidos crescerem na mesma proporção que seu amor cresce por eles, será necessário que eles se alimentem bastante.

Na primeira semana de vida, espere vê-los mamando a cada duas horas. Se tudo correr bem com a amamentação, é só após a quarta semana dos cachorrinhos que você participará do processo de alimentação de filhotes caninos, ajudando na transição para os alimentos sólidos.

Neste momento, escolha uma ração para cachorro recém nascido, molhe os grãos da ração em água morna e substituto de leite canino e faça uma papinha, que poderá ser oferecida aos filhotes várias vezes ao dia.

Ao longo das próximas semanas, vá diminuindo a quantidade de líquido da mistura, até que os pequenos estejam prontos para comer ração pura, entre a sétima e a oitava semana de vida.

Tudo o que você mais quer é ficar perto dos filhotinhos, então aqui está a sua chance: pese-os diariamente, nos primeiros dias, para verificar se estão ganhando peso adequadamente.

O peso exato de filhotes recém nascidos varia muito de acordo com a raça, mas existe uma regrinha simples para não ter erro. Com exceção das primeiras 24 horas de vida, quando é esperado que o cãozinho perca 10% de seu peso, nos próximos dias ele deverá ganhar em torno de 10% do peso ao dia. O referencial sempre é o peso que ele tinha ao nascer.

Por fim, existe a chance de a mamãe não conseguir produzir leite suficiente, ou acabar rejeitando algum filhote. Nestes casos, pode-se buscar produtos específicos em lojas especializadas que substituem o leite para cachorro recém nascido.

Se você preferir, há alternativas caseiras com ingredientes simples para manter os filhotinhos crescendo saudáveis. A receita é: 200ml de leite com lactose, 50g de creme de leite, meia colher de sopa de manteiga e uma gema de ovo. Tudo para dentro da mamadeira e você está pronto para dar aquela força para a mãe natureza.

Na primeira semana, dê 13ml da mistura por cada 100g do cão, com a frequência de 2 horas. Na segunda semana, 17ml a cada 100g do cão de 3 em 3 horas. Na terceira semana, 20ml a cada 100g do cão a cada 3 horas. Na quarta semana, você pode dar 22ml a cada 100g do cão com um intervalo de 4 horas, e já ir introduzindo a papinha citada anteriormente.

Vermífugo e Vacinas para Cachorro Filhote

A partir da segunda semana de vida dos bichinhos, já é hora de ficar atento aos cuidados práticos e regulares de saúde do cão: vacinas e vermífugos. Se você é o feliz futuro dono desses filhotinhos, e eles seguirem com a saúde normal, suas preocupações médicas ao longo da vida deles serão basicamente essas. O resto é só curtição!

Sempre confirme a informação com o seu veterinário de confiança, porém a recomendação é de que se faça a primeira desverminação do filhote com duas semanas de vida. Ela deverá ser repetida com 4, 6 e 8 semanas.

Já a vacinação costuma ser iniciada na sexta ou sétima semana de vida do cachorrinho. A vacina múltipla ou polivalente (V8 ou V10) é dada em três doses, geralmente espaçadas pelo intervalo de um mês. Ela irá proteger os nenês contra diversas doenças caninas, como Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Adenovirose, Coronavirose, Parainfluenza Canina, Parvovirose e Leptospirose Canina. Com aproximadamente 135 dias de vida, o filhote deve ser vacinado também contra a raiva.

Sim, a ansiedade de mostrar o mundo para o cãozinho sempre é grande. Porém, é essencial para a saúde do animal que você aguarde até o término de todas as doses das vacinas para levar o cãozinho à rua, bem como deixá-lo entrar em contato com outros animais. A saúde vem sempre em primeiro lugar!

Necessidades Fisiológicas

Algumas coisas parecem naturais para nós, humanos, mas nem sempre o são para os cães. Você sabia que o cachorro recém-nascido precisa ser estimulado pela sua mãe para urinar e defecar? A cadela garante o curso natural das coisas lambendo a região genital e perianal dos filhotinhos.

Evidentemente, caso isso não ocorra, o cão acabará por eliminar esses resíduos sozinho, mas essa situação não é indicada. Ela poderá causar estresse, dor, cólicas e outras complicações de saúde para o cachorro, como o retorno da urina para os rins.

Ninguém quer nada disso, e estes desconfortos podem ser evitados com facilidade. Se, por algum motivo, os recém-nascidos não contam com a presença da mãe, ou a mesma não está realizando a lambedura, é o seu momento de ajudar!

Um simples algodão umedecido utilizado para simular as lambidas acabará com o problema, porém requer dedicação: o procedimento deverá ser realizado pelo menos 10 vezes ao dia, durante as primeiras duas semanas de vida do bichinho.

Organize-se, faça um revezamento entre os moradores da casa e não deixe os filhotinhos em apuros. Todo esforço será recompensado em forma de muitas saúde e amor para dar.

Fonte: Cães Mania - Para apaixonados por cães!.

Deixe um comentário