O equilíbrio mineral do organismo do cão é algo importante?

Todos os animais precisam de minerais no organismo para que o corpo cresça e se desenvolva bem, inclusive o cão. Mas, como esse não consegue dizer o que lhe falta, é necessário que o tutor esteja sempre bem informado e assim possa oferecer formas seguras do pet aproveitar os benefícios destes elementos na saúde.

Entre os principais minerais que existem estão o ferro, cálcio, iodo e magnésio. Cada um destes elementos é responsável por determinadas funções no organismo e são indispensáveis à boa saúde do animal.

Para oferecê-los ao cachorro, é necessário cuidar para que o peludo tenha uma alimentação balanceada e rica, na proporção correta, destes minerais.

Qual a importância destes elementos?

O equilíbrio mineral do organismo do cão é importante e o tutor precisa ser atento

Cachorros saudáveis precisam de alimentação balanceada (Foto: depositphotos)

Assim como no corpo do ser humano, os minerais também desempenham papéis importantes no organismo dos cães. Por esta razão, esses elementos são indispensáveis à saúde dos peludos, levando em consideração que estes componentes são necessários nas seguintes situações:

  • Ferro: Este mineral está presente na corrente sanguínea, principalmente na hemoglobina que é responsável pela coloração vermelha do sangue. Quando há a falta de ferro no sangue, o organismo sofre com uma anemia, deixando o paciente suscetível à deficiências ou infecções. Assim, para manter o cachorro saudável, a alimentação deve conter ferro na proporção ideal para o peso, tamanho e idade do pet;
  • Cálcio: Este elemento anda juntamente com o fósforo e são eles os responsáveis pelo sadio desenvolvimento dos ossos dos cães, fazendo com que os animais cresçam com ossos fortes. Além disso, essas mesmas substâncias trabalham para formar boas articulações e para evitar uma insuficiência renal;
  • Iodo: A principal consequência da deficiência de iodo no corpo é a dilatação da glândula tireoide, chamada de escorbuto ou bócio. Desta maneira, o corpo passa a apresentar atrofias físicas, sexuais e mentais. Assim, é importante manter as quantidades apropriadas de iodo na alimentação do animal.
  • Magnésio: Mineral distribuído pelo esqueleto e nos tecido moles, o magnésio desempenha diversas funções como a de evitar lesões de pele e grandes irritações na derme. Além disso, este elemento previne a disfunção muscular, calcificação de tecidos moles, ossos e dentes defeituosos e crescimento retardado.

Fonte: Clube para Cachorros.

Deixe um comentário