O gato azul russo

Um dos animais de estimação mais famosos e admirados em boa parte do mundo, o gato azul russo apaixona. Isso se deve tanto a sua incrível beleza física, como a sua personalidade encantadora.

As origens do gato azul russo

Oriundo das Ilhas de Arcangel, ao norte de Rússia (razão pela qual ele também é conhecido como Gato Arcangel ou Arcangel Azul), suas origens não são totalmente claras. De forma unânime, os especialistas e pesquisadores na matéria consideram que é uma das raças naturais mais antigas de que se tem conhecimento.

Diante a falta de documentação, muito do que se diz deste felino domesticado pertence, em boa parte, ao campo da fantasia. Em qualquer caso, não existem meios para comprovar certas informações.

 

Gato azul russo com enfeite de Natal

 

Há quem sustente que descende dos gatos que serviam de companhia aos antigos czares russos. Outros afirmam que, durante algum tempo, foram caçados indiscriminadamente, com o objetivo de utilizar sua chamativa e sedosa pelagem para enfeitar as mangas e os pescoços dos casacos.

A única coisa de que se tem absoluta certeza é que, na década de 1860, ele foi levado em barcos de mercadores russos para a Inglaterra, onde foi rapidamente adotado pela aristocracia. Desta forma se transformou em uma das raças mais reputadas nos concursos de beleza felina.

Características gerais

O gato azul russo se diferencia do resto das raças por sua pelagem única. É de cor cinza azulada, com reflexos ligeiramente prateados; curta, fina e levemente colada ao corpo.

Ainda que não sejam muito comuns, também há alguns exemplares com o pelo um pouco mais longo. Possui uma dupla camada, o que lhe confere uma textura especial, muito agradável ao tato no momento em que o acariciamos.

Outro ponto distinto são seus grandes olhos verdes em forma de amêndoas. Seu rosto apresenta traços perfeitamente equilibrados. Tem um tamanho ideal, com focinho curto e bigodes proeminentes. Sua boca é ligeiramente levantada nos cantos, o que lhes permite parecer sempre com um sorriso. As orelhas são longas e com os extremos pontiagudos.

É um gato de tamanho médio. Os machos pesam entre 3,5 e 5 Kg., enquanto as fêmeas vão de 2,5 a 4 Kg.

Seu esqueleto possui ossos finos, mas fortes.

O gato azul russo como animal de estimação

A personalidade doce, amável, e carinhosa, além de um alto nível de inteligência, são outras das razões de sua imensa popularidade. Se os donos destas “pequenas criaturas” desfrutam enormemente de lhes acariciar os pelos, eles se deixam acariciar com todo prazer.

São brincalhões. Além disso, compartilham sem maiores inconvenientes seus espaços com crianças, com outros gatos domésticos e até com cães. Como a maioria dos felinos que fazem parte da vida familiar, costumam se mostrar tímidos e reservados diante da presença de pessoas estranhas.

Aprendem rápido as regras de convivência. São sumamente expressivos, devotos e leais a seu grupo familiar.

Outra característica na personalidade destes bichanos é que, ainda que desfrutem da constante companhia de seus humanos, podem passar sem sobressaltos por longos momentos de solidão.

Há duas coisas que o gato azul não tolera: as mudanças na rotina e a falta de higiene.

Estes felinos são de hábitos bem definidos. Precisam comer sempre na mesma hora, assim como explorar sua casa e os arredores. Qualquer variação em sua rotina diária os altera, causa angústia e mau humor. Mas algo que eles dificilmente toleram, são as mudanças, esta raça não está apta a isso. É o caso, por exemplo, de pessoas que, por suas responsabilidades de trabalho, têm que mudar constantemente de um lugar para outro.

 

Filhote de gato azul russo

 

Com relação ao asseio e a higiene, são criteriosos como nenhuma outra raça com a limpeza de sua caixa de areia. Pedirão a seus donos mudanças diárias. Caso contrário, como uma forma de protesto, começarão a urinar e a deixar seus excrementos ao lado da caixa de areia.

Saúde e cuidados

Devido a sua origem “natural” (não nascido de nenhum cruzamento), o gato azul é uma das raças mais saudáveis que existe. Não existe nenhum problema genético conhecido ou alguma propensão para o desenvolvimento de doenças.

De fato, sua expectativa de vida é, comparativamente falando, bastante alta, ultrapassando a barreira dos 15 anos sem maiores dificuldades.

De mesma forma, em comparação com outras raças de gatos domésticos, troca pouco de pelos, o que não requer nenhum cuidado específico. Aqueles que queiram manter seus móveis cem por cento livres de pelos, só deverão escová-los uma vez por semana.

Fonte: Meus Animais.

Deixe um comentário