Quais as vacinas obrigatórias para o seu pet?

Além de conhecer quais as vacinas obrigatórias, o médico veterinário é quem melhor indicará o calendário de vacinação para o seu amigo peludo, de acordo com a idade, o estilo de vida e a região em que moram. Neste artigo, traremos algumas informações sobre as vacinas mais comuns que devem ser administradas a cães e gatos.

Conheça o calendário de vacinação para animais domésticos

veterinária aplicando vacina para manter a saúde pet

No caso dos cães, as vacinas de aplicação mais comum são as destinadas a prevenir:

  • Cinomose
  • Parvovírus
  • Tosse dos canis
  • Hepatite
  • Leptospirose

Já nos felinos, devemos aplicar as vacinas que os imunizam contra:

  • Panleucopenia felina
  • Rinotraqueíte
  • Calicivirose
  • Leucemia

Em geral, recomenda-se administrar a vacina antirrábica tanto a cães como a gatos.

Para saber quais são as vacinas obrigatórias para o seu pet, consulte um veterinário e cumpra o calendário que ele indicar.”

Pergunte ao veterinário quais as vacinas obrigatórias para o seu pet

Você deve ter em mente que, embora algumas vacinas sejam obrigatórias, só serão efetivas se, no momento em que forem aplicadas, seu animal de estimação estiver saudável, desparasitado e com o sistema imunológico em perfeito funcionamento.

A vacinação não é apenas importante para que o seu amigo de quatro patas se mantenha saudável e que certas doenças que ele possa contrair não afetem a você ou ao seu grupo familiar (zoonoses). Cumprir com o calendário de vacinação estabelecido pelo veterinário é também um ótimo investimento.

Você se lembra do ditado “é melhor prevenir do que remediar”? Pois ele é verdadeiro também nesse caso. Vacinando o seu pet, além de dinheiro, você economizará horas de sofrimento para você e seu peludo. Muitas das doenças que a vacinação evita são extremamente perigosas.

Calendário de vacinação para cães

Se você tem um cão desde filhote, peça ao veterinário que diga qual é o melhor cronograma de vacinação de acordo com as características do animal.

De maneira geral, o recomendado é:

  • 6 semanas: Primeira dose contra o parvovírus e cinomose
  • 2 meses: Polivalente (parvovírus, cinomose, hepatite, leptospirose e parainfluenza)
  • 3 meses: Segunda dose da vacina Polivalente
  • 4 meses: Antirrábica
  • Anualmente: Polivalente e Antirrábica

Alguns detalhes

A decisão sobre quais as vacinas que serão aplicadas em seu cão depende de questões que, repetimos, deverão ser avaliadas por um profissional capacitado. Por exemplo:

  • As doenças mais perigosas para os filhotes são a cinomose e o parvovírus.
  • A idade em que o filhote foi desmamado.
  • Se a mãe do peludinho estava vacinada e desparasitada corretamente.
  • Raças como Rottweiler, Boxer e Pitbull são mais propensas a contrair Coronavírus.
  • Qual a região geográfica em que o animal vive. Em zonas rurais, ou naquelas em que cães selvagens são mais comuns, o risco de contrair algumas doenças é maior, principalmente cinomose e parvovírus.
  • Se o risco de seu cachorro contrair carrapatos for alto, o veterinário talvez o vacine contra a Doença de Lyme.

Vacinas mais comuns para os gatos

o plano de saúde para animais paga suas consultas

Os felinos devem ser vacinados assim que forem desmamados. Isso ocorre geralmente entre 8 a 10 semanas de vida.

Para proteger o seu gato das doenças mais comuns – panleucopenia, calicivirose e a rinotraqueíte – é necessário aplicar a chamada vacina Trivalente. Essa vacina é a primeira do calendário e deve ser reforçada após três semanas.

Em seguida, os gatos devem receber a vacina que os protege da leucemia, uma doença muito comum e com taxa de mortalidade muito alta. Você também deve aplicar a vacina antirrábica, embora não seja obrigatória em todas as regiões. Por isso, consulte o veterinário.

Existem vacinas obrigatórias para viajar ao exterior com o meu animal?

Além de cumprir com o calendário de vacinação e manter o seu bicho de estimação saudável e feliz, recorde que para viajar ao exterior ele precisa ter a cartilha médica em dia.

Nesses casos, informe-se adequadamente sobre os requisitos para ingressar em cada país. Com certeza o seu veterinário saberá ajudá-lo sobre as vacinas e outras exigências sanitárias do destino para o qual você pretende viajar com o seu amigo de quatro patas.

Fonte: Meus Animais.

Deixe um comentário