Quedas de cães: Saiba como agir e tratar estes acidentes

Geralmente, cães pequenos têm maiores chances de se machucarem com quedas do que os cachorros de maior porte. Isto porque, como são mais compactos conseguem permissões para subir em camas, sofás e em outros móveis da casa. Mas, apesar da subida ser mais prática, a descida pode ser um tormento para estes animais que se não conseguirem alcançar o chão com facilidade podem acabar tendo machucados delicados.

Fraturas externas ou internas são comuns nestes ou em outros acidentes envolvendo a queda de um animal. Por esta razão, o tutor deve procurar um veterinário de sua confiança, evitando que o cachorro apresente problemas ainda mais complexos. Os primeiros socorros bem aplicados podem evitar infecções, machucados mais sérios e até mesmo a morte do pet.

Como agir em caso de quedas em cães

Primeiro passo: identifique o problema do animal

Mesmo que você não veja o momento exato do acidente do cachorro ou ferimentos expostos, o animal pode apresentar certos sintomas que podem indicar um machucado interno. Como exemplo disso, podem ser citados a dificuldade em se locomover de um lugar para outro evidenciada em passos mancando ou então a própria recusa em se mover.

Além disso, quando os machucados envolvem o maxilar, o animal pode se recusar a comer. Pode haver ainda dificuldade em respirar, tendo em vista que algum osso pode ter perfurado o pulmão do pet.

Em casos de primeiros socorros, é necessário muita calma e habilidade de sua parte

Levar o cachorro a um veterinário é imprescindível (Foto: depositphotos)

Conduza o pet ao veterinário com segurança

Com todo o cuidado possível, leve o seu melhor amigo para o hospital veterinário. Opte por carregá-lo em uma superfície plana e para colocá-lo em cima desta, peça ajuda a uma outra pessoa. Passe um pano ou toalha por baixo do corpo do animal, pegue de um lado e peça para alguém pegar do outro, combine para levantar o pet após contar até três. Isto tudo para evitar que machucados internos piorem ou danifiquem órgãos.

Cuidados com ferimentos abertos

Dependendo de onde o ferimento externo esteja, é necessário uma atenção especial. Por exemplo, machucados nas costelas, podem danificar a respiração do animal por isso é indicado que você cubra este ferimento, para isso você pode usar uma gaze ou até mesmo papel filme. Caso a ferida esteja sangrando muito, é importante fazer compressas para que o sangue seja controlado.

Atenção, tutor!

Em casos como estes, é necessário muita calma e habilidade de sua parte. Tratam-se de acidentes onde o médico veterinário precisa estar presente para fazer o acompanhamento devido, tendo em vista que são situações delicadas. Por isso, jamais substitua a atenção especializada por primeiros socorros, assim você preserva a vida de seu melhor amigos canino.

Fonte: Clube para Cachorros.

Deixe um comentário