Seu animal de estimação tem medo do veterinário?

São muitos os casos de medo do veterinário, uma fobia canina mais frequente do que se imagina. Na hora de ir ao seu médico, os cachorros latem, ganem, se escondem e inclusive podem fazer suas necessidades na consulta, por puro pânico.

Manifestações do medo de veterinário

Não é com a mesma intensidade que o medo se manifesta em todos os casos. Dependerá de vários fatores, entre eles, o caráter de nosso cão. Alguns ficam aterrorizados durante as visitas à clínica veterinária. Em outros casos, latem e ganem sem parar na consulta, como resposta ao medo. Também existem os que tremem e buscam um refúgio.

Em alguns casos, o cão pode demonstrar seu medo ao entrar na clínica veterinária com sinais. Quer dizer, marcando com sua urina ou fezes as portas da clínica.

A razão deste medo em nossos amigos é que eles não podem entender que o especialista vai cuidar de sua saúde. Simplesmente acham que vão uma ou duas vezes ao ano a um lugar onde encontrarão outros animais desconhecidos, com um odor estranho, e onde serão manipulados ou picados por mãos estranhas. Quer dizer, uma péssima experiência.

Conselhos para aliviar o medo na ida ao veterinário

cachorro na mesa do veterinário

O principal é tornar mais frequentes as visitas e introduzir premiações por isso.

Se as visitas ao veterinário forem mais frequentes, mais curtas e prazerosas, o cachorro irá se acostumando com elas. Ainda que somente entremos para cumprimentar o pessoal da clínica, esse pequeno momento servirá para que nosso animal de estimação se acostume, pouco a pouco.

O momento correto para que um cão se acostume ao veterinário é quando ainda é filhote. Os cachorrinhos devem procurar visitar seus médicos não só na época da consulta, mas também de forma rotineira.

Se formos à consulta veterinária somente para pesar nosso cão ou se, durante uma visita, nosso amigo recebe um prêmio, uma guloseima, esse tipo de medida ajudará a associar a entrada na clínica com um momento prazeroso.

O trajeto de carro

A experiência desagradável que supõe visitar o veterinário para nosso cão começa muito antes, durante a viagem de carro à clínica. Se tivermos acostumado nosso cão a viajar de carro, esses passeios podem ser mais agradáveis. Mas, caso contrário, o animal pode ter a sensação de que passeia de automóvel apenas para ir à temida visita ao especialista canino.

A calma do proprietário

Se nós, os donos, não estamos tranquilos na visita ao veterinário, nosso animal se contagiará com nosso nervosismo. Eles nos vigiam constantemente e imitam todas as nossas atitudes, ainda que não acreditemos nisso. É importante escolher um veterinário de confiança, que demonstre muito carinho pelo nosso amigo. Dessa forma, a visita ao especialista será um momento mais agradável para todos.

Os prêmios e as brincadeiras

Como temos visto, os prêmios têm como resultado que o animal relacione a experiência no veterinário com uma experiência positiva. Podemos utilizá-los enquanto nosso amigo está na sala de espera, durante a consulta, ao sair, etc…

A manipulação necessária

Segundo o caráter de nosso animal, em alguns casos, não gostam que alguém os toque e muito menos um estranho com uma bata branca, em um local com um odor muito desagradável.

Nessas condições, o exame veterinário se complica muito e a visita se converte num momento muito traumático para o animal. A solução é acostumarmos nosso cão a brincadeiras, com contato, carícias etc…

As massagens

medo do veterinário

Junto às caricias, as massagens para cachorros são uma boa experiência que estreita o vínculo entre cães e humanos. Essas massagens, realizadas antes da visita ao veterinário, conseguirão que nosso animal e companheiro se sinta mais tranquilo na consulta.

Como efetuar a massagem? Existem muitas formas: pode ser nas patas, no pescoço, em toda sua coluna vertebral até a parte traseira das orelhas, etc…

Outra opção contra o medo do veterinário: as visitas à domicílio

Existem profissionais que visitam os cachorros e gatos em seu próprio domicílio e não há necessidade de transporte. Isso sempre é mais relaxante para os animais, que se sentem seguros em seu próprio ambiente.

Fonte: Meus Animais

Deixe um comentário