Plano de saúde pet - Como escolher o melhor para seu pet?

O mercado de convênios para animais ainda é recente, mas apresenta um crescimento constante e saudável. Porém, com muitas opções de planos disponíveis no mercado, fica sempre aquela dúvida sobre qual escolher. Existem muitos fatores que dificultam essa decisão, e você tutor tem que se sentir seguro e confortável para que seu pet tenha a melhor proteção e atendimento rápido quando precisar.
 
Seguem algumas orientações que você deve considerar:

Gato e cachorro no plano pet 

  1. Operadora
    O mercado pet está vivendo uma inflação de operadoras. Com a perspectiva de ganhar uma carteira grande, muitos investidores estão apostando nesse mercado promissor. Mas cuidado, nem todas as operadoras são confiáveis. Para não ter surpresas ou prejuízos, procure sempre empresas sólidas e conhecidas. 
    Dica: Na melhor das hipóteses, escolha um especialista em planos de saúde animal como a Saúdepets, que identifica as melhores opções para você e seu pet. Trabalhamos somente com empresas com atendimento ágil e uma operação sólida.

  2. Rede de credenciados
    Verifique se a operadora oferece uma rede de profissionais e estabelecimentos adequados para cuidar do seu animal de estimação. Dica: Se você tem dificuldade de mobilidade ou muitos animais em casa, existem operadoras que oferecem um serviço de atendimento domiciliar com consultas em casa.

  3. Microchipagem
    A maioria das operadoras exige que seu pet seja microchipado. Trata-se de um pequeno dispositivo que é implantado na gordura da nuca do animal. Pesquisas mostraram que o risco de sequelas é mínimo, e o uso desses dispositivos já é muito comum nos EUA e na Europa. O microchip mantém os dados do tutor e principalmente do bichinho (como procedimentos já realizados, vacinas e consultas). Mais um ponto positivo é que em caso de fuga do animal, ele pode ser identificado com facilidade.
    Dica: Verifique qual operadora não exige o microchip, caso você tenha receio desse dispositivo.

  4. Coberturas
    As operadoras oferecem em média 3 ou 4 tipos de coberturas, começando com um plano básico ambulatorial e no último nível o plano premium, trazendo mais comodidade para o pet e seu tutor. Há também reembolso caso você opte pela clínica de sua preferência, limpeza de tártaro e parto. A escala de preço varia, e pode quadruplicar do primeiro até o último plano.
    Dica: É importante escolher um plano que tenha cobertura para cirurgias e internações caso seu bichinho venha a precisar, pois esses são procedimentos mais caros.

  5. Idades
    Sabemos que um animal de estimação começa a mostrar sinais de idade a partir dos 6 anos em média, o que resulta em mais problemas com a saúde. Fique atento aos planos oferecidos pelas operadoras, pois existem restrições bem diferentes entre elas. Enquanto uma operadora aceita a entrada até 9 anos, a outra pode aceitar sem restrição com coberturas amplas. Isso faz uma grande diferença no futuro.
    Dica: Fale com os especialistas da Saúdepets e verifique essa questão para seu pet e sua região.

  6. Forma de pagamento
    De forma geral, podemos dizer que o pagamento através do cartão de crédito tem os menores preços e menor taxa de inadimplência. A segunda opção é o débito em conta corrente, que uma vez liberado, oferece também uma facilidade. Não recomendamos o boleto, uma vez que o pagamento pode ser esquecido e os tratamentos por essa razão, recusados. Além do menor preço, o cartão de crédito oferece a maior segurança na continuidade das coberturas. 
    Dica: Pague com cartão ou débito em conta corrente para seu bichinho ficar sempre protegido.

  7. Cancelamento
    Caso seu animal venha a falecer, o plano contratado encerra com a comunicação à operadora. Não esqueça de informar o ocorrido para evitar cobranças contínuas. Se por algum outro motivo você não puder ou não quiser mais continuar com seu plano, você tem o direito de cacelar. A maioria das operadoras não cobra multas, mas pode exigir um prazo mínimo (de 60 dias por exemplo) de antecedência para o aviso de cancelamento, isento o falecimento do seu cão ou gato.
    Dica: Ao invés de cancelar seu plano, tente mudar para um plano mais básico. É muito importante manter a proteção do seu pet.

  8. Plano de Saúde ou Assistência?
    Provavelmente você já percebeu que existem PlanosAssistências para o seu pet, e as duas modalidades são um pouco diferentes.

    O plano de saúde pet oferece coberturas para a prevenção e manutenção da saúde, como os planos que fazemos para nós humanos. Dependendo do plano contratado, ele também pode cobrir procedimentos em clínicas e hospitais.
    O plano de assistência tem por propósito cobrir emergências e urgências, ou seja, necessidades de intervenção por acidente ou doença (também tem capital limitado para as coberturas). Por outro lado, o plano de assistência tem um custo mais acessível e é disponível para qualquer lugar do Brasil.
    Dica: Proteja seu bichinho, independente do tipo de cobertura. Em primeiro lugar, SEU ANIMAL MERECE. Você também evita gastos inesperados e altos com um valor mensal baixo. Além disso, você se sente mais tranquilo sabendo que seu pet está protegido em qualquer situação.

Nós da Saúdepets queremos reforçar, que o cuidado preventivo com o seu animal de estimação é a melhor forma de evitar transtornos. Com as vacinas em dia, higiene, observação do comportamento, boa alimentação e consultas/ exames regulares, você vai ter seu amigo feliz e por perto muito mais tempo. O convênio animal pode ajudar você a controlar os gastos e manter uma disciplina com os cuidados do seu pet. Não alguma coisa acontecer pois pode ser tarde demais. Estamos aqui para te ouvir, orientar e acompanhar. 

Contratação Plano de Saúde

Contratação Assistência