Contrate o plano certo para seu pet!

Como escolher o melhor plano pet?
O mercado de convênios para animais ainda é recente, mas apresenta um crescimento constante e saudável. Porém, com muitas opções de planos disponíveis no mercado, fica sempre aquela dúvida sobre qual escolher. Existem muitos fatores que dificultam essa decisão, e você tutor tem que se sentir seguro e confortável para que seu pet tenha a melhor proteção e atendimento rápido quando precisar.

Rede de credenciados​

Verifique se a operadora oferece uma rede de profissionais e estabelecimentos adequados para cuidar do seu animal de estimação. Dica: Se você tem dificuldade de mobilidade ou muitos animais em casa, existem operadoras que oferecem um serviço de atendimento domiciliar com consultas em casa.

Tem onde eu moro?

Idade e pré-existência

Sabemos que um animal de estimação começa a mostrar sinais de idade a partir dos 6 anos em média, o que resulta em mais problemas com a saúde. Fique atento aos planos oferecidos pelas operadoras, pois existem restrições bem diferentes entre elas. Enquanto uma operadora aceita a entrada até 9 anos, a outra pode aceitar sem restrição com coberturas amplas. E pode dar entrada para animais mais doenças pré-existentes. Isso faz uma grande diferença no futuro.
Dica: Fale com os especialistas da Saúdepets e verifique essa questão.

Será que aceita para meu pet?

Coberturas

As operadoras oferecem em média 3 ou 4 tipos de coberturas, começando com um plano básico ambulatorial e no último nível o plano premium, trazendo mais comodidade para o pet e seu tutor. Há também reembolso caso você opte pela clínica de sua preferência, limpeza de tártaro e parto. A escala de preço varia, e pode quadruplicar do primeiro até o último plano.
Dica: É importante escolher um plano que tenha cobertura para cirurgias e internações caso seu bichinho venha a precisar, pois esses são procedimentos mais caros.

O que a operadora oferece?

Microchipagen e avaliação inicial

Algumas operadoras querem avaliar seu cachorro ou gato antes de aceitar a propostas. E normalmente exigem, que seu pet seja microchipado. Trata-se de um pequeno dispositivo que é implantado na gordura da nuca do animal. Pesquisas mostraram que o risco de sequelas é mínimo, e o uso desses dispositivos já é muito comum nos EUA e na Europa. O microchip mantém os dados do tutor e principalmente do bichinho (como procedimentos já realizados, vacinas e consultas). Mais um ponto positivo é que em caso de fuga do animal, ele pode ser identificado com facilidade.
Dica: Verifique qual operadora não exige o microchip, caso você tenha receio desse dispositivo.

Fiz a proposta... e agora?

Forma de pagamento

De forma geral, podemos dizer que o pagamento através do cartão de crédito tem os menores preços e menor taxa de inadimplência. A segunda opção é o débito em conta corrente, que uma vez liberado, oferece também uma facilidade. Não recomendamos o boleto, uma vez que o pagamento pode ser esquecido e os tratamentos por essa razão, recusados. Além do menor preço, o cartão de crédito oferece a maior segurança na continuidade das coberturas. 
Dica: Pague com cartão ou débito em conta corrente para seu bichinho ficar sempre protegido.

E como faço para pagar?

Cancelamento

Caso seu animal venha a falecer, o plano contratado encerra com a comunicação à operadora. Não esqueça de informar o ocorrido para evitar cobranças contínuas. Se por algum outro motivo você não poder ou não quiser mais continuar com seu plano, você tem o direito de cancelar. A maioria das operadoras não cobra multas, mas pode exigir um prazo mínimo (de 60 dias por exemplo) de antecedência para o aviso de cancelamento, isento o falecimento do seu cão ou gato. No caso do plano Nofaro, que é anual, será cobrada uma multa de 50% sobre os meses restantes.
Dica: Ao invés de cancelar seu plano, tente mudar para um plano mais básico. É muito importante manter a proteção do seu pet.

E se preciso sair do plano?

Nossos Parceiros

Quero proteger meu animal!

Assine seu plano pet de forma rápida e fácil.

Cotação!